Porque você deve ler O Pequeno Princípe

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Eu gostaria de conversar um pouco sobre o livro ”O Pequeno Principe” e motivos para ler ele, mesmo depois de adulto. Eu tenho esse livro na minha coleção desde pequena, ganhei um exemplar de uma amiga da minha mãe, quando estava começando a ler, e a mesma disse que era uma livro muito legal para uma criança ter e que possivelmente ele despertaria a minha vontade de ler mais e mais livros.

Não posso negar, O Pequeno príncipe, assim como Harry Potter e um livro de uma ratinha (que agora eu não me lembro o nome) foram livros que marcaram a minha infância, mas mesmo assim algumas coisas ficaram subentendidas quando fiz a leitura desses livros, lá pelos meus 6 ou 7 anos de idade. O motivo é que as crianças ainda não tiveram experiências de vida suficiente iguais aos adultos (obvio), logo não vão fazer analogias sobre certas coisas. Quando nós lemos ou relemos esses livros e o que era uma simples história de criança, já na fase adulta, alguns podem explodir a nossa cabeça, e muitas vezes a nós acabamos entendendo o que o autor queria dizer para aquela criança e o que ele queria acrescentar para o adulto também.

Assim como o Hobbit de Tolkien foi escrito para crianças, com todos aqueles animais com habilidades fora do comum, que são capazes de conversar com os humanos, também temos os outros conflitos e as perdas de personagens muito queridos, o livro consegue transitar entre as várias idades e agradar toda essa gente que lê. Se pararmos para analisar um pouquinho mais a fundo, vários desses livros que são voltados para as crianças, muitas vezes são lidos pelos adultos para as crianças, acaba que eles se tornam leituras muito prazerosas para os dois lados e possibilitam o entretenimento de ambas as partes, fora que isso já ajuda a plantar aquela semente nas miniaturas de adultos, que mais para frente podem se tornar grandes leitores.

Um Pouco sobre a Hitória

Livros como Alice no Pais das Maravilhas, os próprios contos de fadas e sim O Pequeno Príncipe, merecem ser lidos depois dos seus 20 e tantos anos. A principio o livro trata da história de um jovem príncipezinho, contada por um aviador. Logo após uma pane do avião, os dois se encontram no deserto e o jovem príncipe, faz um pedido um tanto inusitado ao narrador-personagem, que esse desenhasse um carneiro. Nada parece ser capaz de agradar o jovem príncipe e o próprio aviador se questiona, ele acaba se lembrando de quando era criança e depois de uma certa idade os seus desenhos já não tinham valor algum para os adultos, que estava mais preocupado com números do que um simples desenho de criança. Ele acaba percebendo como suas habilidades infantis foram podadas, pelo o que os ”mais velhos” consideravam importantes.

A obra é bem metafórica, o autor soube criar personagens que habitam planetas muito peculiares, mas querendo tratar sobre ”personalidades” existentes do nosso dia-a-dia, como o planeta habitado por um bêbado, por um certo homem de negócios e até mesmo por um geógrafo com atitudes inquietantes. O livro é especial pelo o que trata nas entrelinhas, falando sobre o vicio, a tolerância a valorização, e acima de tudo o amor.

O simples ato de cuidar de uma rosa, remete ao cuidado que devemos ter com qualquer pessoa que a gente goste, e mesmo a redoma que ele coloca em volta dela, serve para simbolizar o cuidado que devemos ter e também aquela angustia que sentimos quando vemos o outro passar por uma coisa e somos incapazes de fazer algo para mudar a situação, se a gente tivesse a capacidade, tenho certeza que tomávamos aquela dor e o sofrimento para nós mesmos.

Um outro motivo que me fez recomendar a leitura do Pequeno Príncipe, foi logo depois de assistir o filme no cinema, perceber uma sala latada de pais com os seus filhos, chorando de tão emocionados que ficaram com a animação, mas para as crianças o filme foi apenas um entretenimento em forma de aventura, mas o filme soube tocar o coração dos adultos naquela sala.

Minha recomendação é para que você abra um espaço nas suas leituras de 2017 e leia o livro sem nenhum ressentimento, esqueça o famoso é para criança e leia ele, ou leia para uma criança, mas se concentre no que o livro pode te trazer de bom e faça uma reflexão sobre os temas que são tratados, a história é bem curtinha o que possibilita fazer a leitura em apenas um dia. E com essa dica eu espero que você volte a se aventurar nos livros que foram os seus companheiros com 7 anos de idade.

Cartaz do filme

O Pequeno Príncipe já foi traduzido para mais de 220 idiomas e dialetos. O autor do livro, também fez as ilustrações originais. Em Portugal o livro faz parte da literatura integral nas escolas (O Principezinho), no meu primeiro colégio lembro que na 4° série a minha professora de português fez essa leitura com a sala. O livro já foi adaptado para o cinema e para a TV e hoje existem produtos vários produtos relacionados com os personagens do livro.

Título: O Pequeno Príncipe
Autora: Antoine de Saint-Exupéry
Tradutora: Alice Gomes
Editora: Agir para do grupo Ediouro
Edição: 1ª – 1954
Idioma: Português
ISBN-13: 9788522030828
ISBN-10: 8522030820
Adicione: Skoob Goodreads
Especificações: 96 páginas

Amazon

Edição com capa dura

Amazon

Uma boa leitura para vocês

Débora Santos Almeida

Autora de textos sobre automobilismo em especial sobre Fórmula 1, leitora voraz de livros de ficção científica, amante de Arthur C. Clarke e freqüentadora do restaurante do Douglas Adams!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: