Resenha – Jogador N° 1

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Eu demorei um pouco mais do que devia para ler esse livro. Na época que o meu namorado estava fazendo a leitura dele, eu acabei me deparando com outras pessoas que também estavam fazendo a leitura e todas me diziam para fazer o mesmo. Confesso o interesse até aflorou em mim, mas eu acabei deixando o tempo passar e ele acabou sendo adiado por um logo tempo. Acabei colocando o Jogador N°1 como uma meta de leitura para 2017, mas não estipulei uma data. Até que um convite para participar de um podcast, acabou fazendo ele passar na minha fila de leituras e eis que o livro finalmente foi lido.

Estou vivendo nesse exato momento um grande conflito, pois ele acabou de se tornar o meu livro favorito, mas agora são dois, pois eu não tenho como dizer qual dos dois é melhor, Jogador N°1 ou o Fim da Infância. Tudo bem que as histórias são completamente diferentes, mas com toda a certeza do mundo se você ainda não leu eles, pare o que está fazendo agora e leia.

Lendo no Kindle

Encontrei algumas vantagens em ler ele no kindle, pois é um livro que possui uma quantidade enorme de referências, principalmente dos anos 80, então alguns jogos, bandas e músicas eu não conhecia e até mesmo o nome dos avatares escolhidos pelos personagens da trama, foram extraídos de outras coisas nerds, então eu apenas precisava segurar no nome da coisa que estava sendo citada para obter algumas informações do wikipédia. Se você já fez a leitura ou deseja ler essa obra, faça a leitura por um dispositivo e-reader a experiência pode ser muito mais legal.

Sinopse

A história se passa no ano de 2044, quando a vida no planeta se tornou completamente caótica, a falta de recursos naturais e do aquecimento global, ajudaram a criar uma grande crise. As pessoas passam a abandonar os seus carros, porque o preço do combustível não era mais acessível, também acabaram por ficar mais reclusas em casa, a comida se tornou praticamente escassa e também de má qualidade. As favelas tornam-se algo mais que comum. E é em meio a todo esse cenário que nós conhecemos Wade, órfão e acaba morando com a sua tia, que apenas aceitou ser ”caridosa” em troca dos tickets alimentação que ele recebe, por conta da morte da mãe.

Wade é um adolescente, que consegue os seus equipamentos eletrônicos, pegando as peças do lixão e fazendo a própria montagem. O menino enfrenta a vida, como a maioria das pessoas da sua cidade fazem, ”vivem” logadas através do OASIS. Nele as pessoas podem viver a vida que sempre quiseram, tendo outra aparência, além de conseguir obter poderes especiais dos personagens mais legais da cultura nerd.

O jogo foi inventado por James Halliday, um grande gênio da computação. O OASIS já era um jogo mundialmente famoso, mas acaba ganhando uma dimensão muito maiores, após a morte do seu criador. Um e-mail é enviado para todas as pessoas que tinham uma conta registrada no dispositivo, contendo um vídeo, do próprio Halliday e do seu avatar Anorak, dando a largada para uma caça ao Ovo. Mas não era uma caça ao ovo comum, os participantes teriam de se mostrar dignos e a forma que Halliday encontrou foi formulando enigmas bem elaborados, que somente pessoas que conheciam bem o grande gênio e principalmente elementos dos anos 80, teriam chances mais elevadas de desvendar esse mistério, como recompensa a pessoa ganhava uma chave que daria acesso a um portão, por três vezes até chegar ao ovo. Além disso o grande sortudo após passar por todos os desafios se tornaria dono da empresa de Holliday e detentor de uma enorme fortuna, além de um avatar completamente imbatível assim como o dele.

Os caçadores de ovos começam a surgir de várias partes, mas o que eles não esperavam era que a missão não seria nada simples. Mais de 5 anos se passaram após a morte de Halliday e ninguém havia encontrado a primeira chave que dava acesso ao primeiro portão. A caçada começou a se tornar praticamente uma lenda e várias pessoas acabaram desistindo no meio do caminho. Até que um dia o placar acaba recebendo um nome -Perzival-. E a caçada volta a ganhar força. Logo outros nomes também acabam aparecendo no placar, Art3mis, depois Aech, Daito e Shoto.

Nolan Sorrento ou IOI-655321 funcionário da Innovative Online Industries, uma empresa multinacional que atua como provedor de serviços de Internet para a maior parte do mundo, tenta conquistar o ovo para ser a detentora do OASIS, com o objetivo de tornar as contas pagas e propagar algumas propagandas para os usuários. Sorrento é o cara que você vai acabar fincando com mais ódio a cada capitulo, quando você vai descobrindo que ele é uma pessoa sem escrúpulos e capaz de fazer coisas inimagináveis para conseguir alcançar o seu objetivo.

O livro fala também sobre amizades virtuais e sobre essa imersão que os dispositivos eletrônicos proporcionam para nós. As vezes a gente conversa mais com pessoas “desconhecidas” do que com as próprias pessoas que moram na nossa casa. Sobre o Wade se apaixonar por Art3mis uma menina que ele não conhecia pessoalmente, eu acabo entendo ele. O meu namoro começou assim com uma pessoa que eu só conhecia da Internet mais que tinha vários gostos parecidos com o meu, então eu até entendia ele ser apaixonado por aquela menina que ele lia o Blog e admirava.

A história é repleta de aventuras e muito bem construída, vale a pena passar ela na frente de algumas leituras que você deseja fazer esse ano. Somente uma coisa me desagradou no livro, mas não sei se foi um problema na tradução ou se o livro era para ser propositadamente assim, alguns fatos as vezes ficam meio confusos e você não consegue perceber se aquilo estava acontecendo naquele momento ou se fazia parte do passado e muitas vezes você só se dava conta em um próximo parágrafo e acabava deixando as coisas um pouco confusas. De resto o livro é excelente e foi o primeiro livro que me arrancou lágrimas esse ano, pois o final é SENSACIONAL.

O filme tem data prevista para ser lançado em 15 de Dezembro de 2017. E claro que eu estou muito ansiosa para o lançamento. 

Ps: O Podcast que eu vou participar, ainda não foi gravado, mas assim que ele for lançado eu vou divulgar no blog. Então fiquem atentos.

Título: Jogador N°1
Autor: Ernest Cline
Tradutor: Carolina Caires Coelho 
Editora: Leya
Edição: 1ª – 2012
Idioma: Português
ISBN-13: 9788580442687
ISBN-10: 8580442680
Adicione: Skoob Goodreads
Especificações: 464 páginas

Débora Santos Almeida

Autora de textos sobre automobilismo em especial sobre Fórmula 1, leitora voraz de livros de ficção científica, amante de Arthur C. Clarke e freqüentadora do restaurante do Douglas Adams!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: