Resenha: Quando a Noite Cai

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

O que vocês mais vão ver, neste blog são as minhas novas descobertas. Fiz a leitura do livro ”Quando a Noite Cai” da Carina Rissi pela indicação de uma amiga que eu amo muito a Lê. Eu tinha ouvido falar sobre ele em alguns vídeos pelo Booktube, mas a resenha mais legal foi a da Paola do Livros e Fuxicos. Aliás se vocês querem recomendações de livros de romance é com ela mesmo.

Sinopse: Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota realmente precisa de grana, já que a pensão da família não anda nada bem. Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e o sono vem, ela é transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos… e o coração. Depois de ser demitida — pela terceira vez no mês! —, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos. Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco — e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar…

Eu confesso que os relatos da Paola, foram os que mais me instigaram a ler o livro. Ele parecia ser algo leve, um romance que você já tem uma certa ideia de ir em direção a um final feliz e com uma protagonista bem atrapalhada, não tinha como o livro ser mais envolvente. Na verdade foi um ótimo passa tempo, algumas coisas que a autora do livro mencionou, me fizeram ficar com mais vontade de conhecer a cultura Irlandesa, aliás quando ela mencionou uma lenda de Morrigan, foi impossível não ser transportada para as Crônicas de amor e ódio da Mary E. Pearson.

Briana Pinheiro é uma menina muito atrapalhada e o azar anda de mãos dadas com ela. A jovem mora com a mãe e a irmã mas nova em uma pensão, que fora uma herança da sua avó. As três mulheres da casa, não tem mais uma figura masculina presente, pois o pai das meninas acabou falecendo. Briana se vê no papel de grande responsável pela família, correndo de um emprego para o outro, para ajudar nas contas de casa. A pensão não vai bem e a irmã acaba não ajudando muito, já que ela não é conservadora e pé no chão como Bri.

A mesma facilidade com que Briana tem para encontrar empregos, ela também tem em perde-los, até que um dia Gael O’Conner surge na sua vida e parece que a má sorte tira umas férias por já ter encaminhado ela para o seu destino certo.

O grande problema é que Gael tem o mesmo rosto, corpo e voz de Lorcan, o guerreiro Irlandês que ela sonha todos os dias, desde os 18 anos. No começo é um misto de confusões na sua cabeça e ela não consegue lidar muito bem com o fato do protagonista dos seus sonhos ser real.

A construção de amor deles é sutil, mas você sabe que a qualquer hora eles vão pegar fogo e vão acabar se envolvendo. O interessante da trama é ver todos os medos e segredos que os dois guardam e a evolução dos dois personagens.

Em alguns momentos o Gael me dava uma raiva tremenda e eu tinha vontade de entrar no livro e pedir pra ele deixar que a Briana o ajudasse, mas ao mesmo tempo isso faz parte da construção do personagem. Desde o instante que Gael entra na vida dela você sabe que é um homem com traumas, que sofreu perdas importantes e que isso interfere muito no seu jeito de ser. A primeira impressão que você tem de Gael é que ele vestiu uma mascara e é incapaz de tira-la, mas aos poucos ele vai se soltando e o leitor acaba sendo cativado por ele.

O azar de Bri realmente deu o fora quando eles se conheceram e até mesmo algumas situações que ela acaba se envolvendo e a gente pensa, MEU DEUS AGORA LASCOU DE VEZ, mas um toque de mágica acontece e tudo acaba bem no final. É um livro com um final feliz para aquecer qualquer coração.

Meus problemas com a leitura….

Acho que meu grande problema foi ter demorado muito tempo para terminar a leitura, então quando eu finalizei ela eu me sentia feliz, porém extremamente aliviada com o término. Não é um livro difícil de ler, até porque a escrita da Carina Rissi é extremamente envolvente, mas o que aconteceu comigo foi falta de tempo mesmo, eu acabei começando ele um pouco antes das primeiras provas e entrega de trabalhos na faculdade, então chegou uma hora que eu estava de saco cheio de tudo.

A Carina bebeu de uma fonte muito rica, a mitologia Irlandesa, até onde eu sei, nós livros de ficção ela é pouco explorada, mas a menção de Morrígan me fez fazer conexões com uma série que eu havia amado. Mas este mesmo ponto que me fez ficar fascinada me fez dar uma brochada com os livros da autora, eu ainda não conheço outros títulos, mas conheço algumas sinopses e por relato de algumas amigas sobre outros livros dela, eu encontrei várias semelhanças com outras coisas que eu gosto muito, mas tão semelhante que eu sinto que vou ler mais do mesmo sabe?

Nós dias atuais é praticamente impossível criar algo do zero e mesmo que você não use alguma coisa com inspiração, alguém que ler as suas obrar vai achar alguma semelhança com outra coisa, estamos na era das conexões. Até J.K tem um pé ”sombrio”/ inspirador de outras boas histórias.

Não estou julgando que fazer isso seja errado, até porque não é, as vezes a gente se envolve em um universo e quer mais coisas parecidas com ele, mas eu neste momento não estou nessa fase, no momento eu procuro mais coisas ”novas”. Talvez nos próximos meses eu não consiga dar uma nova oportunidade para a autora, mas eu entendo que estou cheia de pré-conceitos e vou buscar um jeito de mudar isso.

De qualquer forma eu recomendo a leitura, ela é doce, envolvente como eu havia mencionado e um ótimo passatempo. Vai que assim como eu, você decide conhecer mais sobre as lendas irlandesas.

Título: Quando a Noite Cai
Autor: Carina Rissi
Tradutor: –
Editora: Verus Editora
Edição: 1ª – 2017 BR
ISBN-13: 9788576865803
ISBN-10: 8576865807
Adicione: Skoob  Goodreads
Especificações: 476 páginas

Compre: Quando a Noite Cai

Débora Santos Almeida

Autora de textos sobre automobilismo em especial sobre Fórmula 1, leitora voraz de livros de ficção científica, amante de Arthur C. Clarke e freqüentadora do restaurante do Douglas Adams!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: