Tag 50% de 2017

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

1. Melhor Livro que você leu em 2017

     Perdido em Marte

Esse ano eu ainda não consegui colocar nas minhas leituras mais livros de ficção científica, mas acabei ficando bem contente com a descoberta dessa história. Bom se não fosse o podcast do LivroCast que tem um programa dedicado especialmente para esse livro, talvez essa descoberta tivesse levado mais tempo para acontecer e ele não tivesse entrado na minha TBA tão cedo. Agradeço especialmente a Carlos Valesi por ter falado muito bem desse livro e que também foi participante desse Cast. 

O livro é narrado como um diário de bordo de uma expedição para Marte, a partir dos olhos de Mark Watney, um dos tripulantes dessa missão. O problema que o astronauta é deixado para trás no planeta já que os demais astronautas acreditavam que ele estava morto, depois de passarem por uma tempestade de área e terem que zarpar do planeta vermelho. 

Acompanhamos assim a saga de Watney tendo que superar os desafios, sol após sol até que a próxima missão Ares possa vir para Marte e o seu resgate acontecer, mas algumas reviravoltas acontecem na trama até o seu desfecho final.

Vocês podem saber um pouco mais sobre o livro na Resenha especial de Perdido em Marte aqui do blog.

 

2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2015

The Beauty of Darkness

The Beauty of Darkness faz parte da trilogia Crônicas de Amor e Ódio escrita pela Mary E. Person, publicado no Brasil pela DarkSide Books. A história é contada por mais de um ponto de vista, primeiramente o da protagonista, Jeselia ou só Lia como ela gosta de ser chamada. Lia é a princesa de Morrighan e ela seria usada como forma de selar um acordo com o reino de Dalbreck, porém no dia do seu casamento ela foge com a sua melhor amiga Pauline.

Após a sua fulga um assassino é enviado para matar Jeselia e o príncipe de Dalbreck começa uma perseguição a procura da princesa, para descobrir o motivo de ter sido deixado no altar. A história então é contada pelo ponto de vista do assassino, do príncipe e pela melhor amiga de Lia. 

O primeiro livro brinca com situações onde nós devemos descobrir quem é o príncipe e quem é o assassino da história, além disso ele relata esse primeiro momento da fulga e os dias das duas mulheres em Civica. 

O segundo livro conta a jornada dela até Venda e um pouco mais da mitologia da história é apresentada pra gente, além do dom que Lia tem de ”enxergar” o futuro e algumas lições que ela acaba aprendendo nesse caminho até a cidade de Venda. 

Já o terceiro livro é o encerramento dessa jornada e onde Lia passa as maiores provações, aliado ao desafio de viver uma profecia que foi traçada para ela, muito antes do seu nascimento. Sendo a salvadora e a única capaz de resolver todos os problemas e expor os corruptos de ambas as cidades.

Com toda essa trama, ainda temos um romance e no terceiro livro descobrimos com quem Lia vai decidir passar os seus dias, se com o assassino, o príncipe ou na companhia dela mesma.

 

3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito

Só os Animias Salvam

Sinopse: Em uma trincheira na Frente Ocidental durante a Primeira Guerra, um gato recorda as façanhas teatrais de sua proprietária, a escritora, atriz, jornalista e mímica Colette. Um cachorro busca pela Iluminação budista durante a Alemanha nazista. Uma tartaruga russa que pertenceu a família de Tolstói acaba parando nas mãos de Virginia Woolf na Londres sob os bombardeios alemães na Segunda Guerra, antes de acabar na casa de George Orwell na época em que ele escrevia A Revolução dos Bichos e, mais tarde, participar da corrida espacial durante a Guerra Fria. Um urso faminto à beira da morte narra contos de fadas no cerco a Sarajevo, durante a guerra que desmantelou a Iugoslávia nos anos 1990. Um golfinho enviado ao Iraque pela Marinha americana escreve uma carta para a escritora Sylvia Plath…

Eu acho que com esse enredo não tem como não ter vontade de ler. E você também ficou com vontade.

 

4. O livro mais aguardado do segundo semestre

Dan Brown – Origens

Sinopse: DE ONDE VIEMOS? PARA ONDE VAMOS?

Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete “mudar para sempre o papel da ciência”.

O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento… algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.

Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.

Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.

Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.

Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch… e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.

Se esse homem um dia escrever bula de remédio ou receita de bolo pode apostar que eu vou ler. O livro já está em pré-venda e o lançamento acontece no dia 3/10/2017.

 

5. O livro que mais te decepcionou esse ano

Um passeio no Jardim da vingança

Ele não foi uma grande decepção mas também não foi aquele livro ”olha que fabuloso”, algumas coisas nele me irritaram bastante, o fato de falarem que ele é sy-fy, porque definitivamente ele não é, não é porque você coloca um elemento tecnológico na sua história ele vira um livro de ficção científica. 

Outra coisa a história tem algumas passagens onde acontece um estupro e eu não sei lidar muito bem com esse tipo de situação, eu fico mal mesmo, com uma coisa entalada na garganta e um aperto bem grande no peito, e nessa passagem eu fiquei definitivamente com vontade de abandonar o livro, é um problema meu e eu preciso lidar com essa situação na literatura. O fato de tratar uma mulher como um objeto nem é o maior dos terrores, já que o enredo da história coloca várias pessoas sendo manipuladas, como peças de um tabuleiro de xadrez para ”um bem maior”. Enfim eu não curti a leitura desse livro, mas pra quem quiser arriscar é de um autor brasileiro. 

 

6. O livro que mais te surpreendeu esse ano

A Caixa de Pássaros

Eu apenas comecei a leitura desse livro sem pretenção nenhuma, sem saber do que ele se tratava e nitidamente as cegas. Mas ele é um livro fantástico, com um terror psicológico bem escrito e uma descrição de mundo bem feita, possibilitando a imersão do leitor de forma direta. 

Imagine um mundo onde uma criatura que não tem face passa a assombrar as pessoas e tirar a possibilidade de enxergar o mundo, tornando todas as pessoas cegas. Esse é um resumo bem básico do livro de Josh Malerman, onde ele cuidadosamente narra duas perspectivas, uma de quando o desastre mundial começou a ocorrer e outro depois de quatro anos do começo do incidente. Vale muito a pena dar uma chance para esse livro, quem sabe vocês já aproveitam esse inverno e o clima sombrio para adicionar esse livro a sua lista de livros de 2017.

O Contando Estrelas também tem uma resenha para A Caixa de Pássaros.  

 

7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente)

Neil Gaiman já é aquele escritor velho e conhecido por quase todas as pessoas que habitam a terra, mas eu acabei conhecendo ele somente esse ano com o livro O Oceano no Fim do Caminho, em um projeto de literatura que eu estava participando e logo depois eu acabei lendo ”Fourtunately, The Milk”, para livros destinados para crianças, mas que adultos deveriam dar uma oportunidade. E acabei finalizando a leitura do Mitologia Nórdica para participar do cast do Edição Rápida sobre esse livro.

O Gaiman acabou entrando para o meu Hal de autores favoritos, até porque ele sabe transitar em vários gêneros literários. Os livros dele parecem uma conversa de bar de tão envolventes e as vezes algumas sacadas dele dentro da história para chamar atenção para um ponto especifico, fazem você ter a sensação que ele realmente está do seu lado contando a história. 

Fora que conhecendo um pouco mais do autor e de alguns outros trabalhos que já teve dedo dele, você acaba reconhecendo alguns traços da própria personalidade dele dentro dos seus personagens. Melhor descoberta de 2017 até agora. 

 

8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente

Acho que foram dois personagens na verdade, o Rafe e o Kadan de as Crônicas de Amor Ódio, já que ambos foram bem construídos e tanto a história sobre os seus passados, juntamente com o presente deles tornam a narrativa que é formada através deles muito envolvente. 

A brincadeira de descobrir quem é quem no primeiro livro já fazem você se apaixonar por ambos e aliado aos descobrimentos que a Lia faz de poquinho em poquinho, o leitor entregar o seu coração para os dois, não importa o que é certo ou errado, você acaba gostando deles e torcendo para que os dois fiquem bem.

 

9. Seu personagem favorito mais recente

Agora que eu estou lendo It- A Coisa, por enquanto meu personagem favorito do livro é Ban Hanscom, mas em geral todos os personagens que fazem parte do enredo dessa história são ótimos. 

 

10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre

Jogador N°1

Aqui acabaram sendo dois livros, primeiro Jogador N°1 com a sua jornada épica e chegar até o final, mesmo já sabendo quem acabava vencendo o jogo me fez ficar emocionada. Foi o discurso final e também sobre apertar o grande botão vermelho e acabar com tudo, já que sempre tem um grande botão vermelho no final, como o Doctor diz em The Day of the Doctor. 

Foi mágico acompanhar a jornada de Perzival, placar a placar e conhecer o circulo de amizades. Mesmo o livro remetendo a uma década que eu não vivi eu fiquei muito feliz de mergulhar nela e me sentir um jogador como todos os outros da trama. 

O Contando Estrelas também tem uma resenha para Jogador N°1.

Pax

Pax é uma história infantil escrita pela autora Sara Pennypacker, quee acaba explorando alguns valores, a história também fala sobre amizade e o abandono, tanto do relacionamento entre pessoas, como o dos com os animais. Mesmo sendo infantil a autora consegue abordar vários temas pesados de forma leve.

Renha de Pax.

 

11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre

A Probabilidade e Estatística do Amor a Primeira Vista

A história desse livro é tão leve e gostosinha que não deve ser muito exposta para quem deseja fazer a sua leitura. O livro é bem curtinho mas basicamente é um romance, mas o mais interessante nesse livro é a forma como o relacionamento é construída.

Link para a Resenha.

 

12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2017

Pior que eu ainda não assisti nenhuma adaptação cinematográfica desse ano, mas gostaria de assistir It – A Coisa, e estou fazendo a leitura do livro neste momento. 

 

13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo)

A resenha de Fourtunately, The Milk do livro do Neil Gaiman

 

14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano

 

Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor.

Kimberly Brubaker Bradley consegue ir muito além do que se convencionou chamar “história de superação”. Seu livro é um registro emocional e historicamente preciso sobre a Segunda Guerra Mundial. E de como os grandes conflitos armados afetam a vida de milhões de inocentes, mesmo longe dos campos de batalha. No caso da pequena Ada, a guerra começou dentro de casa.

Essa é uma das belas surpresas do livro: mostrar a guerra pelos olhos de uma menina, e não pelo ponto de vista de um soldado, que enfrenta a fome e a necessidade de abandonar seu lar. Assim como a protagonista, milhares de crianças precisaram deixar a família em Londres na esperança de escapar dos horrores dos bombardeios.

 

15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

  1. Sob a Redoma – Stephen King
  2. A Guerra que Salvou a Minha Vida – Kimberly Brubaker Badley
  3.   os Animais Salvam – Caridwen Dovey
  4. Minha vida Fora dos Trilhos – Clare Vanderpool
  5. From Here To Eternity – Traveling The World to Find the Good Death – Caitilin Doughty
  6. Origens – Dan Brown
  7. Forrest Gump – Winston Groom 
  8. As Fontes do Paraíso – Arthur C. Clarke
  9. Minha Lady Jane – Brodi AshtonCynthia HandJodi Meadows
  10. Piano Vermelho – Josh Malerman

Alguns dos livros que eu comentei no post, mas a grande maioria foi lido em ebook Foto: @sraflowers
Foto: @SraFlowers
Foto: @SraFlowers

Débora Santos Almeida

Autora de textos sobre automobilismo em especial sobre Fórmula 1, leitora voraz de livros de ficção científica, amante de Arthur C. Clarke e freqüentadora do restaurante do Douglas Adams!

2 comentários em “Tag 50% de 2017

  • julho 17, 2017 em 2:58 am
    Permalink

    1. Melhor Livro que você leu em 2017

    Até o momento posso dizer que foi Confissões de um Crematório. Este livro traz em si uma história verídica, já que a Autora relata sua experiencia na época que trabalhou em um crematório. Aborda uma forma diversa da morte, tema muito ignorado pelas pessoas, já que esta é vista com medo e não como parte da nossa existência, parte final dela né. Precisamos entender que tudo tem fim, inclusive nós. Mostra ainda um trabalho diário destes profissionais. Mas, melhor ainda, na minha opinião, com respeito às crenças de outros, a melhor forma de fim aos corpos dos que se foram! E, por fim, é um livro gostoso de ler, não é mórbido, não é triste, muito pelo contrário, é muito prazeroso de ler!

    2. A melhor continuação que você leu até agora.

    Sem continuações este ano. Ao contrário da TV, que amo séries, não tenho o costume de ler series. Quem sabe…

    3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

    Em Águas Sombrias – Paula Hawkins

    4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

    4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

    Nenhum. Estou desantenada…

    5. O livro que mais te decepcionou esse ano:

    Hahahhahaha o que indiquei ao Netto e que você se decepcionou: Um passeio no Jardim da Vingança.

    Ele realmente não é sy-fy, pode ter tentado, mas, a ideia não pegou, não foi bem trabalhada, com todo respeito ao Autor.

    Para mim ele é um Romance Policial. Realmente a cena do estupro também me pega e muito. Mas, depois de ver a trilogia “os homens que não amavam as mulheres”, versão sueca, esse livro ficou bem longe do que me causou os três filmes. Mas incomodou muito também. Só que não critico o livro por isso. Tenho até biografias para encarar que trarão isso mais dolorido ainda por serem relatos reais.

    Mas gostei do livro, não é o meu preferido. Gosto de buscar livros nacionais de novos escritores.

    Agora vou partir para o Sorriso da hiena.

    6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

    Até agora, pois acho que vou me surpreender mais, foi Caixa de Pássaros também! Geenteeee o que é esse Autor?! Seu primeiro livro já é um tapa na cara!!! Pra mim que amo Stephen King, o Josh Malerman veio pra causar! Espero que continue evoluindo mais e mais. E que, principalmente, não façam um filme tosco do livro, por favor!

    ….
    11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

    Simon vs. a Agenda Homo Spiens.

    O Amor, amor de qualquer forma!

    Linda estória de descobrimentos e adolescência. Quem nunca foi um dia?!

    12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2017

    Não vi muitas, então: A Garota no Trem! A Emily Blunt está maravilhosa, encarnou a personagem!

    …..

    14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

    O Homem que caiu na Terra!

    Simples: Amo David Bowie e foi feito pela Dark Side. Combinação perfeita!

    Ele simplesmente é lindo.

    Mas também tenho Só os Animais Salvam 🙂

    15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano.

    O Harén de Kadafi;
    Deuses Americanos;
    O Sorriso da Hiena;
    Feminismo e Política;
    Admirável Mundo Novo;
    Extraordinário;
    Roverandom;
    E não sobrou nenhum;
    Os outros jeitos de usar a boca;
    Buracos Negros.

    Não chegarei a 15… Não este ano.

    As outras perguntas tentarei responder depois.

    bjs

    Resposta
    • julho 27, 2017 em 9:02 pm
      Permalink

      Poxa Le obrigada por deixar o seu comentário! Alguns dos livros que você já seu esse ano e ainda quer ler, como Simon vs. a Agenda Homo Spiens e Deuses Americanos eu estou com vontade de ler! Poxa o seu comentário ficou tão legal que da para trasformar em em post blog, se um dia quiser fazer alguma participação aqui, está convidada! Obrigada por tudo!

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: